Pular para o conteúdo principal

SÃO PAULO: RIO TIETÊ, 1917

Para quem é anti-ecologista e acha chata essa conversa de defesa do meio-ambiente, é bom deixar claro que degradar o meio-ambiente pode causar prejuízo até para quem comete este crime. Embora haja muito mito em torno do alarme sobre o aquecimento do planeta e sobre o esgotamento das reservas de água potável no mundo, a ameaça existe e é bom ninguém dar uma de "politicamente incorreto", até porque o politicamente incorreto é, na prática, a outra face da mesma moeda do politicamente correto.

Pois aqui temos, em foto extraída do portal Skyscrapercity, uma foto da cidade de São Paulo, hoje tão poluída, com seu Rio Tietê, atualmente muito sujo, sendo outra coisa em 1917. Nessa época, dava-se para tomar banho no Tietê e as pessoas poderiam ainda realizar um aprazível passeio de barco, como vemos na foto.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SÃO PAULO: VALE DO ANHANGABAÚ, 1953

A foto que vemos é um belo registro da célebre fotógrafa Alice Brill, mostrando filas enormes de espera por ônibus no Vale do Anhangabaú, em São Paulo, no ano de 1953. As fotos da autora fazem parte do acervo preservado pelo Instituto Moreira Salles.

AUTOVIÁRIA SANTA LUZIA

Esta foto, originalmente publicada no Jornal Primeira Página e do acervo do pesquisador Gildásio Vieira Freitas, e também enviada por mim ao portal Lexicar (sobre carrocerias de ônibus e outros veículos automotores), mostra um ônibus urbano da CAIO de 1955, da frota da empresa Autoviária Santa Luzia, de Salvador, Bahia.

Consta-se que esta foto, provavelmente de 1959, corresponde a um dos primeiros serviços de linhas distantes que, pouco depois, seriam a ligação da área desmembrada, hoje município de Lauro de Freitas, a Salvador. Ao que parece, é um ramal Portão X Calçada que hoje não existe mais, devido a tantas alterações de percursos causadas pela abertura de novas avenidas.


SÃO PAULO: PRAÇA CLÓVIS BEVILÁQUA, 1957

Mais uma preciosidade da São Paulo Antiga é a Praça Clóvis Bevilaqua, no bairro da Sé, na capital paulista, no ano de 1957, com seus muitos ônibus fazendo ponto no terminal localizado na área.