Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2014

TV EXCELSIOR- PRÉDIO DO ANTIGO CINE ASTORIA, IPANEMA, RIO DE JANEIRO (GB), 1965

Mostramos aqui o prédio onde funcionava o auditório da afiliada carioca TV Excelsior, já fechado em foto de 1965. Perto dali, no Jardim Botânico, uma emissora, a TV Globo foi inaugurada naquela mesma época sob o respaldo da ditadura, a mesma que massacrou, até economicamente, a TV Excelsior, que se destacava pelo admirável profissionalismo e pela excelente administração.

Segue o texto escrito por Beto Tumminelli, do Carioca da Gema, do qual foi extraída esta foto de Gustavo Binder:

"Temos aqui o antigo prédio do Cinema Astoria, que encerrou suas atividades após 21 anos, em 1963. O local então foi utilizado como auditório da TV Excelsior (cuja matriz ficava em SP), de propriedade de Mario Wallace Simonsen.

A Excelsior foi a primeira emissora de TV a usar o videotape (numa época onde tudo era ao vivo), para distribuir programas que eram exibidos na mesma hora pelas várias TV afiliadas. Foi também a primeira a exibir um programa a cores, o Moacyr Franco Show. No entanto essas transmis…

RIO DE JANEIRO: LARGO DA CARIOCA, EM 1967

Perto do terminal Erasmo Braga e indo dois anos adiante, vemos, em foto também extraída do site Carioca da Gema, um trecho do Largo da Carioca, provavelmente entre a Rua São José (cujo quarteirão do Castelo foi convertido em calcadão) e a Rua da Carioca. Passei muito por aí, nos anos 80.


RIO DE JANEIRO: TERMINAL ERASMO BRAGA, EM 1965

Nesta foto de 1965, publicada também no Carioca da Gema, mostra parte do Terminal Erasmo Braga, que existiu no Castelo durante muitos anos e ficou marcado na lembrança de muitos cariocas. Nele se observam, estacionados, vários ônibus da CTC-GB.


SÃO PAULO: HOSPITAL DAS CLÍNICAS, 1951

Esta foto de 1951, do acervo da Universidade de São Paulo, mostra o Hospital das Clínicas, hospital público que serve para atendimento geral de pacientes e também para treinamento profissional de alunos da Faculdade de Medicina da USP.


RIO DE JANEIRO: PRAÇA MAUÁ EM 1955

A foto é da coleção de Marcelo Almirante, e mostra a Praça Mauá, no Rio de Janeiro, em 1955, exibindo em suas belas cores a beleza do antigo Distrito Federal, apelidado de Belacap poucos anos depois por aqueles que se incomodavam com a construção de Brasília, apelidada Novacap.


RIO DE JANEIRO VIA NATIONAL GEOGRAPHIC EM 1939

Vemos três fotos extraídas do site Saudades do Rio, de André Decourt. As fotos de 1939 evidentemente são do tempo em que o Rio de Janeiro era a capital do país, e a revista que as publicou, a National Geographic, não tinha ainda rede de TV e nem usava NatGeo como apelido. As duas primeiras fotos mostram banhistas na Praia de Copacabana. A terceira foto mostra vários turistas, situados no Corcovado, admirando a vista aérea da Cidade Maravilhosa.


RIO DE JANEIRO: ATERRO DO FLAMENGO, EM 1955

Vemosuma foto da coleção de Marcelo Almirante mostrando, em vista aérea, as obras do então futuro Aterro do Flamengo, com terra aproveitada do entulho da demolição do Morro do Castelo. É mais uma foto antiga colorida, dos áureos tempos da Cidade Maravilhosa, registrada em 1955.




NOVA CIDADE

Esta foto, registrada em 1982 pelo norte-americano Donald Hudson em sua visita ao Brasil, mostra um ônibus da extinta Viação Nova Cidade, de São Gonçalo, estacionado no antigo Terminal Norte da hoje Av. Visconde do Rio Branco, e que era a antiga Av. Churchill enquanto a referida avenida de hoje era apenas uma rua no canto das calçadas das casas comerciais.

A Nova Cidade aparece aqui com um modelo Cermava 1974, que veio a ser relançado pelas Carrocerias Metropolitana como Ipanema 75, cuja máscara dianteira se destacava pelos faróis grandes e pelas portas com vidro longo oval.


JUPARANÁ, DE BELO HORIZONTE

Esta foto de 1976, do acervo de Augusto Antônio dos Santos, mostra um ônibus da Viação Juparaná, extinta empresa de Belo Horizonte que servia ao Bairro Concórdia, com duas linhas, 76 e 78. O ônibus aparece com o último modelo da Carbrasa, de 1972.


NOMES DE LUGARES CARIOCAS EM CIDADES PAULISTAS

Vemos aqui duas fotos, colhidas da Internet, mostrando logradouros curiosamente homônimos ao de lugares cariocas. Há muitos deles, evidentemente. Mas mostraremos aqui apenas dois. Um é a Praça Mauá, em Santos, litoral paulista, em foto de 1967 extraído do site Os Trolebus de Santos - 44 Anos de História. A segunda, de dez anos antes da primeira, ou seja, de 1957, mostra a Rua Barata Ribeiro, em São Paulo, foto extraída do portal Skyscrapercity.



RIO DE JANEIRO: TERMINAL ERASMO BRAGA, 1955

Esta foto mostra o antigo Terminal Erasmo Braga, situado na área do Edifício Menezes Cortes, no Castelo, centro do Rio de Janeiro, em 1955. A foto, escaneada por uma comunidade no Facebook, corresponde a um anúncio dos Cimentos Mauá publicado no jornal Diário de Notícias, na época.


FALTA DE ENERGIA ELÉTRICA PARALISOU ÔNIBUS DA CTC-GB

Foto do acervo de Marcelo Almirante, mostrando a Praça Paris, na proximidade do Passeio Público, no Rio de Janeiro, com uma fileira de trolebuses da CTC-GB estacionada por causa de uma queda na energia elétrica, ocorrida em 1962.



DESEMBARQUE DE ÔNIBUS ITALIANOS PARA A CTC

Essa foto, que data do segundo semestre de 1961, mostra o desembarque, na Zona Portuária carioca, dos duzentos trolebuses importados da FIAT, modelo Pistoiese. Este modelo foi lançado no mercado em 1960, mas os modelos solicitados pelo governador da Guanabara, Carlos Lacerda, para a Companhia de Transportes Coletivos já faziam parte da remessa fabricada em 1961.

Durante o desembarque, houve um problema no guindaste e um dos duzentos ônibus caiu na Baía da Guanabara. Chegaram a resgatar o veículo, mas ele já havia perdido a utilidade. Um trolebus encomendado a uma fabricante brasileira o substituiu. A frota entrou em circulação em 1962, para substituir os ineficientes e perigosos bondes da Light, e circularam até 1967. Alguns trolebuses foram reformados para ônibus comuns, com motor traseiro, que circularam entre 1968 e 1972, mas eram pouco funcionais.

A foto é do acervo do pesquisador Marcelo Almirante.


1001 E COMETA

Vemos agora duas fotos, já espalhadas em vários sites sobre ônibus, mostrando o Ciferal Papo Amarelo que tanto a Cometa quanto a 1001, num tempo em que elas não eram associadas - embora, segundo a lenda, o empresário da 1001, o falecido Jelson da Costa Antunes, sonhasse em adquirir a Cometa, desejo que viveu para ver realizado.

Notem, no entanto, a semelhança visual entre os dois veículos, como se, descontadas as devidas diferenças, o visual remetesse a um padrão de grupo empresarial. A foto da 1001 foi extraída da Cia.do Ônibus, a da Cometa foi extraída do fotolog Barrazabus, também do Fotopages.



COMETA

Vemos agora uma foto do Instituto Moreira Salles, na página dedicada ao fotógrafo alemão, naturalizado brasileiro, Hans Gunter Flieg, mostrando a chegada dos então novos ônibus Twin Coach da Cometa, no ano de 1951.


SALVADOR RECEBENDO A RAINHA ELIZABETH II, DA INGLATERRA

Esta foto mostra a cidade do Salvador, no trecho final da Ladeira da Montanha no encontro da Praça Castro Alves e do entorno da Rua Carlos Gomes e da Av. Sete de Setembro (trecho da Ladeira de São Bento), com a caravana puxada pelo carro que trazia a rainha Elizabeth II, da Inglaterra, que em novembro de 1968 visitava a capital da Bahia.


PORTO ALEGRE EM 1970

Esta foto de 1970, extraída da página de Ricardo Gonçalves, mostra o antigo terminal de ônibus de Porto Alegre, no local hoje conhecido como Largo Glênio Peres e que fica próximo ao mercado público da cidade.

Notem-se os ônibus das carrocerias Eliziário e Marcopolo (nesta época, a segunda já havia absorvido a primeira) que estavam no terminal.


PRAÇA SERZEDELO CORREIA, EM COPACABANA, 1972

Essa foto, do fotolog Rio Que Passou, de André Decourt, mostra a Av. Nossa Senhora de Copacabana, no Rio de Janeiro, no trecho da Praça Serzedelo Correia, onde estava sendo montada, na ocasião, uma feira de livros, no ano de 1972.

Note-se que, em destaque, aparece um ônibus das Carrocerias Metropolitana, modelo Onuf 1971, da Real Auto Ônibus, e, atrás dele, um modelo 1966 da mesma encarroçadora da Auto Viação Alpha. Ambas as empresas circulam até hoje no local, mas castigadas por um mesmo fardão da Prefeitura do Rio de Janeiro.


RIO DE JANEIRO: PAVILHÃO DE SÃO CRISTÓVÃO, 1959

Esta foto, do acervo da Agência O Globo, tem quase 55 anos, registrada em 21 de dezembro de 1959, e mostra o Pavilhão de São Cristóvão e uma de suas ruas próximas. Abaixo, pode-se observar um ônibus da Empresa de Transportes Braso Lisboa, que existe até hoje mas está proibida de exibir sua identidade visual nas linhas municipais.


VIADUTO DE CASCADURA

Estas duas fotos, do acervo da Agência O Globo, mostram o Viaduto de Cascadura, em 04 de janeiro de 1967, ponte que liga a então Av. Suburbana (hoje Av. Dom Hélder Câmara) à esquina da Av. Ernâni Cardoso com a Rua Ângelo Dantas.



ÁGUIA BRANCA

Vemos agora uma foto antiga de outra empresa hoje ativa, a capixaba Viação Águia Branca, com um ônibus Grassi, de 1959, extraído do site Memória Águia Branca.



PORTO ALEGRE EM 1960

A foto a seguir, do acervo do portal Guasca Tur, mostra a vista aérea de Porto Alegre em 1960, focalizando o hipódromo do Cristal, administrado pelo Jóquei Clube do Rio Grande do Sul, e que foi inaugurado no ano anterior.


SALVADOR EM 1940

Esta foto de Salvador mostra a Ladeira da Barra, um dos trechos da longa Avenida Sete de Setembro - ou apenas Avenida Sete - que liga o Porto da Barra à Praça Castro Alves, no ano de 1940. A Ladeira da Barra é o trecho que liga o Corredor da Vitória ao Porto da Barra.

Foto do acervo da Universidade Federal da Bahia.


RECIFE EM 1956

Esta foto de Recife foi extraída do Skyscrapercity, escaneada da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros do IBGE. É uma vista aérea da capital pernambucana, em sua belíssima tomada, provavelmente de 1956.



FORTALEZA EM 1956

Aqui mostramos duas fotos de Fortaleza, capital do Ceará, em vistas aéreas de 1956, ano de realização das fotos que serviram para o banco de dados para a Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicou entre 1958 e 1960. O volume do Ceará foi publicado em 1959.



JACARÉ

Essa foto, do acervo Lexicar Brasil e registrada em 1964, mostra um ônibus da Viação Jacaré, Carroceria Bons Amigos (depois IASA e, migrando para a Bahia, virou Carrocerias Aratu), destinado à linha 236 Coelho Neto / Castelo, que passava pelo bairro do Jacarezinho, talvez nos arredores da Av. Suburbana (hoje Av. Dom Hélder Câmara).


SÃO PAULO EM 1960

Nesta foto, vemos um cartão postal de São Paulo, do ano de 1960, mostrando o Vale do Anhangabaú, no sentido para as avenidas 23 de Maio e 9 de Julho.


SALVADOR EM 1970

Agora mostramos uma preciosidade, que é a Av. Mário Leal Ferreira - homenagem a um antigo engenheiro urbanístico de Salvador, que já em 1948 comandava as obras da Av. Centenário, começando a "rasgar" o mato para além da Orla, do Centro Histórico e dos bairros populares próximos - , conhecida como Av. Bonocô, no ano de sua inauguração, 1970.

A foto é do acervo da RGGR Informática, escaneado pelo pesquisador Gabriel Góes para o portal da EBAH.


SALVADOR EM 1960

Esta foto mostra agora o Largo da Lapinha, no caminho entre o Barbalho e a Liberdade, no trajeto do Centro Histórico aos subúrbios menos distantes da parte central da capital baiana. Esta foto é de 1960.

SALVADOR EM 1950

Ainda em Salvador, mostramos agora a Av. Sete de Setembro, no trecho conhecido como Ladeira de São Bento, tendo ao fundo a Praça Castro Alves, no ano de 1950.


SALVADOR, EM 1943

Esta foto de Salvador mostra o bairro do Rio Vermelho, no lugar oficialmente conhecido como Praça Augusto Severo, mas popularmente denominado Largo da Mariquita, hoje com intenso trânsito de veículos, mas muito mais pacata no ano de 1943.


BRASÍLIA, EM 1961

Aqui vemos duas fotos de 1961, extraídos do blog Zamorim.Com, com a Rodoviária de Brasília, em 1961. Numa das fotos, aparece um ônibus estacionado do modelo Eldorado das Carrocerias Metropolitana, exótico modelo que era produzido na época tanto na versão rodoviária quanto na urbana.

Já em outra foto, há uma corrida de Kart, no pátio da mesma rodoviária, tendo ao fundo o Teatro Nacional. Um dos adolescentes desconhecidos que pilotavam os karts na época é ninguém menos que o famoso corredor e hoje empresário Emerson Fittipaldi, campeão de Fórmula 1 nos anos 70.




RIO DE JANEIRO: ÔNIBUS FNM, EM 1955

A foto a seguir mostra que os "cavalos mecânicos" foram a primeira tentativa de se lançar ônibus muito longos no Brasil, décadas antes dos BRTs.

E aqui vemos um que foi utilizado pela Transportes América - hoje proibida de mostrar sua identidade visual, por conta do fardão da Prefeitura do Rio de Janeiro - , um papa-fila da Fábrica Nacional de Motores (FNM, ou FêNêMê), e que fazia sua estreia em 1955.

O ônibus, aqui em exposição de lançamento no centro do Rio de Janeiro, estava destinado à linha 122 Pavuna / Tiradentes, que hoje corresponde à atual 372 Pavuna / Passeio, isso se a tesoura da Secretaria de Transportes não mutilar ou extinguir a linha.


CAMPINA GRANDE, EM 1951

Esta foto, do acervo de Mário Carneiro da Costa, do blogue Retalhos Históricos de Campina Grande, mostra um ônibus do Colégio Diocesano Pio XI, em 1951.


RIO DE JANEIRO: AV GRAÇA ARANHA, EM 1951

A foto desta postagem é da coleção de Harlley Pacheco, correspondente aos registros fotográficos de seu pai, e mostra a Av. Graça Aranha, no Castelo, centro do Rio de Janeiro, que era Distrito Federal em 1951. Nela pessoas se movimentam na praça que fica junto ao antigo Ministério da Educação e Saúde, hoje Palácio Gustavo Capanema.


VIA DUTRA, EM 1951

Essa foto da Rodovia Presidente Dutra, ou Via Dutra, do acervo de seus administradores, mostra a conhecida estrada no ano de sua inauguração, em 1951. A estrada que liga o bairro do Irajá, no Rio de Janeiro, ao do Tietê, em São Paulo, cortando áreas da Baixada Fluminense, Volta Redonda e municípios como São José dos Campos e Taubaté, faz hoje parte da BR-116.

A foto em questão parece corresponder ao lado fluminense da rodovia, talvez na cidade de Nova Iguaçu.


SALVADOR, EM 1971

A foto, provavelmente de 1971 e do acervo do blogue Mobilidade Urbana (Salvador), mostra dois ônibus parados talvez em local próximo ao Campo Grande, na Av. Sete de Setembro. O ônibus da frente é de um modelo das Carrocerias Bons Amigos (já rebatizada IASA) de 1970, que teve curto prazo de produção, e, atrás, há um ônibus do modelo Grassi Argonauta.

O ônibus da frente é da Viação Ipitanga.


NITERÓI: ANTIGA MESBLA, EM 1951

Esta foto, provavelmente de 1951, mostra o prédio da Mesbla, antes da reforma que o transformou numa construção mais glamourosa, no local onde se situa a rede de lojas Leader, na então rua Visconde do Rio Branco, esquina com a Rua Quinze de Novembro.

Destaca-se o neon que mostra não só a Mesbla como também a marca Mobil Oil, e, na rua Quinze de Novembro, junto ao calçadão do antigo Hotel Imperial - onde hoje está o Plaza Shopping - está estacionado um ônibus.


NITERÓI EM 1961

Nem tudo que ocorreu em Niterói em 1961 se resume à tragédia do circo. Há também imagens positivas da então capital fluminense registradas naquele ano. Elas foram publicadas em diferentes datas no jornal A Noite, do Rio de Janeiro.

A primeira foto, contando de cima para baixo, mostra a Alameda São Boaventura, no bairro do Fonseca, tirada do ponto de vista do Largo Moura, junto ao bairro Caixa d'Água e da ladeira da atual rodovia RJ-104, que no município vai até o bairro de Tribobó. Foi publicada na edição de 16 de fevereiro daquele ano.

Abaixo, a segunda foto mostra um trecho da Rua Noronha Torrezão, no bairro de Cubango, aparentemente sem trânsito de veículos e com casas mais antigas, algumas delas ainda existentes hoje. Nota-se também os trilhos de bondes que passavam pela rua. Foi na edição de 04 de março.

Já a terceira foto mostra o bairro de Pendotiba, destacando a antiga Estrada da Cachoeira, hoje Av. Rui Barbosa, que já naquela época dava na Estrada Caetano Monteiro complet…

EVAL

Esta foto, do acervo do pesquisador Marcelo Prazs, mostra um ônibus da empresa EVAL (Empresa de Viação Angrense Ltda.), de Angra dos Reis, estreando na época o modelo Cermava de 1967. A EVAL continua existindo, só que presta serviço de fretamento. Apenas em situações em que, durante longos feriados, há reforço nas frotas de ônibus, a EVAL mata saudade de suas antigas linhas.