Pular para o conteúdo principal

BARRETO

Em outra foto de Renan Cepeda, fotógrafo do Jornal do Brasil, na edição de 01 de julho de 1989, vemos um ônibus da Expresso Barreto, de Niterói, que com seu veículo modelo Ciferal Paulista 1979 operava a linha 66 São Lourenço / Centro, criada três anos antes. O ônibus aparece com a pintura adotada em 1985, passando pela Av. Ernâni do Amaral Peixoto, junto a um trecho em obras.

A linha 66 tinha percurso muito curto, e com o tempo prolongou seu percurso para Icaraí (o entorno da Rua Gavião Peixoto, Rua Álvares de Azevedo e Instituto Abel). Originalmente a linha era muito rara e era operada por um ou dois carros.

Depois o trajeto original foi retomado e se transformou em 66C quando a 66 propriamente dita absorveu a 42B Barreto / Centro (via Barão do Amazonas) e virou a hoje bem-sucedida linha 66 Barreto / Icaraí, que retorna, via Rua Mem de Sá, pelo Campo de São Bento (Rua Lopes Trovão) e volta direto da Av. Marquês do Paraná à Av. Jansen de Mello e daí para São Lourenço.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ARARUAMA, ORLA DA CIDADE, 1967

Esta foto, publicada no Jornal do Brasil de 20 de outubro de 1967, mostra a orla de Araruama, município da Região dos Lagos banhado pela lagoa do mesmo nome. A área é considerada o portão de entrada da cidade, no caminho entre Saquarema e Iguaba Grande.


SÃO PAULO: PRAÇA CLÓVIS BEVILÁQUA, 1957

Mais uma preciosidade da São Paulo Antiga é a Praça Clóvis Bevilaqua, no bairro da Sé, na capital paulista, no ano de 1957, com seus muitos ônibus fazendo ponto no terminal localizado na área.


AUTOVIÁRIA SANTA LUZIA

Esta foto, originalmente publicada no Jornal Primeira Página e do acervo do pesquisador Gildásio Vieira Freitas, e também enviada por mim ao portal Lexicar (sobre carrocerias de ônibus e outros veículos automotores), mostra um ônibus urbano da CAIO de 1955, da frota da empresa Autoviária Santa Luzia, de Salvador, Bahia.

Consta-se que esta foto, provavelmente de 1959, corresponde a um dos primeiros serviços de linhas distantes que, pouco depois, seriam a ligação da área desmembrada, hoje município de Lauro de Freitas, a Salvador. Ao que parece, é um ramal Portão X Calçada que hoje não existe mais, devido a tantas alterações de percursos causadas pela abertura de novas avenidas.