AUTO DIESEL

Quem não usa muito Internet mas lê muito o jornal O Globo deve ter lido, em novembro de 2005, um texto de Joaquim Ferreira dos Santos - titular da coluna "Gente Boa" e autor do livro sobre o ano de 1958 - sobre o ônibus 350 Passeio / Irajá, a segunda linha de ônibus carioca a se tornar famosa nos noticiários policiais (a primeira foi a 174 Central / Gávea, que pelo trágico episódio onde morreram o seqüestrador e a jovem professora seqüestrada, teve péssima repercussão a ponto da linha mudar seu código para 158 pela má lembrança).

Joaquim Ferreira falava sobretudo que a linha 350, antes da reformulação dos ônibus do governo Carlos Lacerda, em 1963, tinha o código 71 e nomenclatura "Lapa/Irajá".

Mas aqui não falaremos sobre essa linha, mas sobre a foto que foi estampada no jornal para ilustrar o artigo. Nela foi feita uma montagem, invertendo as cores da foto como se convertesse a mesma novamente em negativo, e o ilustrador colocou o número 71 e o nome "Lapa/Irajá" na bandeira.

No entanto, essa montagem é irreal, por ser uma licença artística do ilustrador. A foto utilizada na montagem corresponde, na verdade, a uma foto da Rua da Misericórdia, de 1964, mostrando uma outra linha de ônibus, a da empresa Auto Diesel, de código numérico 378 (era 200, antes da reformulação do governo Lacerda), ligando Marechal Hermes ao Castelo e passando pela Praça XV.

A linha existe até hoje, mas recentemente teve uma pequena variação do itinerário, trocando o trecho de Deodoro pelo trecho de Guadalupe, pois a prefeitura carioca julgou desnecessária outra linha da AD, 371 Guadalupe / Praça XV, e fundiu os dois percursos.


Comentários